Posted in Notícias Evangélicas

Porque os cultos de hoje são tão diferentes do passado.

Porque os cultos hoje são diferentes do passado

Infelizmente, Marque Vinicius, num contexto geral a Igreja deixou o mundo entrar para o seu meio. Quando digo “Igreja” não me refiro à instituição, mas sim a pessoas. Não há como o Espírito Santo se manifestar em um âmbito onde não há verdadeira adoração e busca pela face de Deus.
O avivamento espiritual, nos tempos em que vivemos e que precederá o Arrebatamento, será individual conforme vemos na parábola das dez virgens. Em um determinado momento todas dormiram, ou seja, esfriaram, no entanto quando ouviu-se que o Noivo estava chegando, as prudentes tomaram seu azeite, ou seja, o Espirito Santo e se prepararam para o encontro com ele. Na realidade, infelizmente, não veremos mais o movimentar do Espirito Santo como se era visto nos primórdios da Igreja, pois estamos vivendo tempos de apostasia, no entanto não podemos deixar a nossa chama se apagar, pois caso contrário não conseguiremos chegar ao final. Que Deus lhe abençoe.

A palavra de Deus nos revela no evangelho de João 4.23 que “os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.” Esta palavra nos remete a construção de um altar em nossas próprias casas, em nossas vidas, pois somos a morada do Espírito Santo – “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” – I Co. 6.19.

Ressalto ainda que a presença do Espírito Santo não é apenas uma manifestação, mas sim arrependimento, cura e salvação. (Jo. 16.8).

Quanto deixamos o culto a Deus restrito as quatro paredes de uma igreja, muito dificilmente conseguiremos adorá-lo, pois hoje as pessoas estão mais preocupadas com o Ter e Ser do que com o “Amor” que é o resumo da vida cristã.

Para terminar, não esqueça: “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” (João 4.24).

Que Deus o abençoe.